quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Nossa Senhora dos Impossíveis - causas impossíveis

Oração para todos os dias
Ó incomparável Senhora dos impossíveis, Mãe de Deus, Rainha dos anjos, Advogada dos pecadores, Refúgio e Consolação dos aflitos, livra-nos de tudo o que possa ofender-Vos e ao Vosso Santíssimo Filho, meu Redentor e querido Jesus Cristo.

Virgem bendita dê proteção a mim e à minha família...

(Diga os nomes e a sua intenção)

Livrando-nos de todos os males, da malidência e do egoísmo.

Soberana Senhora dirige-nos em todos os negócios espirituais e temporais. Livra-nos das tentações do demônio para que trilhando o caminho da virtude, pelos merecimentos de Vossa puríssima Virgindade e o preciosíssimo sangue de Vosso Filho, possamos ver, amar e gozar da eterna glória, por todos os séculos. Amém.

https://padrereginaldomanzotti.org.br/capela_virtual/novenas_virtuais/nossa-senhora-das-causas-impossiveis/oracao-1.html
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

A respeito do nome de Nossa Senhora dos Impossíveis, Padre Evaldo deixa claro que Antônio de Lima não escreveu crônicas, mas na escritura de doação da meia légua de terra em 1.758, é citado seis vezes o termo: “Serra de Nossa Senhora dos Impossíveis”. Isto deixa claro que este nome provém do século 17 e 18, quando em Portugal já era comum a invocação a imagem da santa. Com isso, contesta a explicação do historiador e folclorista Câmara Cascudo quando põe a autoria da invocação em Antônio de Lima, o qual após construir uma capela na Serra, teria dito: “aí está a Igreja dos Impossíveis”. 

Teria colocado ali a imagem de Nossa Senhora do Rosário, com a invocação popular: de Nossa Senhora dos Impossíveis. Igualmente não satisfaz a explicação atribuída a caçadores e a supostos milagres. Ainda mais porque Pe. Evaldo Bette juntamente com Pe. Henrique Spitz encontraram na Igreja Matriz da Boa Vista em Recife, uma imagem de Nossa Senhora dos Impossíveis, invocada pelo povo com este nome, sendo a imagem idêntica à do Lima, esculpida em madeira, tendo na cabeça uma coroa de prata, a mãe apontando com a mão esquerda para seu filho que repousa sobre o seu braço direito. O menino Jesus também com a coroa de prata. De acordo com o relato do velho sacristão, a imagem teria sido trazida de Portugal no início de 1.700 para um engenho de açúcar e em 1.712 doada para a Igreja da Boa Vista.
Portanto fica evidente que tanto a invocação como a devoção a Nossa Senhora dos Impossíveis, provém de Portugal e de acordo com o Novo Testamento se fundamenta em três argumentos, explicados constantemente por Pe. Henrique aos romeiros: O primeiro impossível, Deus realizou em Maria quando a preservou do pecado desde o nascimento. Por este motivo surgiu a Festa da Imaculada Conceição. O segundo impossível: Maria é mãe de um Filho que é anterior à mãe, por ser Deus. O terceiro impossível: Maria é mãe e continua sendo virgem [Lucas, 37]. 

Pe. Henrique se aborrecia quando alguém dizia estar pagando promessa a Santa Rita dos Impossíveis e insistia em dizer que a santa do Lima é Nossa Senhora dos Impossíveis. No entanto, se justifica uma natural confusão na cabeça do povo, pois Santa Rita de Cássia é também chamada dos Impossíveis, por ser considerada a santa das causas impossíveis.
Por Silvano Schoenberger
http://www.santuariodolima.com.br/2011/11/algo-da-historia-do-lima_10.html
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

HISTÓRIA
A História do Lima
Em 29 de Janeiro de 1758, o coronel Antônio de Lima Abreu Pereira e sua esposa Paula Moreira Braga Pessoa, moradores de Apodi e proprietários da serra construíram uma capela e trouxeram a estátua de Nossa Senhora dos Impossíveis, de Portugal. Cerca de 30 anos depois, o mesmo Coronel doou a capela ao Bispado, passando-se a desenvolver as romarias celebrando-se a festa no dia 21 de novembro e 1º de janeiro. Vale acrescentar que os doadores passaram, por escritura, meia légua quadrada da terra para a Sagrada Família.

Desde o ano de 1920 que o santuário é administrado pelos Missionários da Sargada Família, cujo fundador foi o Pe. João Batista Berthier. Para ficarem com a administração do Santuário, os missionários teriam que construir um novo templo, fazer estrada de acesso e ampliar a estrutura do local. Em todo esse tempo os serviços foram se seguindo e hoje o Santuário pode ser considerado como a 13º Basílica do Brasil, título honorífico que recebeu. Segundo seu administrador na época, o Padre Henrique Spitz, a estética para a forma arquitetônica do Santuário foi tirada de algumas plantas de igrejas Européias. Os americanos fizeram cápsulas para levar gente até à lua e nós levaremos gente ao Céu. Estas informações foram prestadas pelo Padre Henrique Spitz em suas prosas rotineiras.

O título de Nossa Senhora dos Impossíveis vem do fato de ter acontecido com Nossa Senhora três coisas humanamente impossíveis, a saber:
Maria concebida sem pecado original,
Maria Virgem e Mãe,
Maria Mãe de Deus.

Na Serra do Lima, paróquia de Patú - diocese de Mossoró - no Rio Grande do Norte, existe o santuário de Nossa Senhora dos Impossíveis, onde todos os anos ocorrem milhares de romeiros de toda parte do Brasil.

Muitas graças são alcançadas, tanto materiais como espirituais, por intercessão de Nossa Senhora dos Impossíveis e neste Santuário do Lima.

A imagem venerada, ainda hoje, foi trazida de Portugal.

O Santuário de Nossa Senhora dos Impossíveis do Lima, é pois, uma "Casa de Oração", onde os romeiros devem se encontrar com Deus, pela confissão sacramental, pela assistência à Santa Missa e participação da Mesa Eucarística. Devem, outrossim, pagar suas promessas com fé e resignação, suplicando novas graças se tanto conceder o Pai eterno, por intersessão de Nossa Senhora dos Impossíveis.

Todos os anos celebram-se duas festas principais do santuário, com a presença de bispos de Mossoró, sacerdotes e milhares de romeiros. A primeira acontece no dia 1º de janeiro, onde os romeiros pedem para terem um ótimo ano, e, a outra é no dia 21 de novembro que é o dia Nossa Senhora dos Impossíveis.

O Santuário fica numa posição privilegiada da Serra, descortina imensa panorâmica da região. Em 7 de fevereiro de 1921 Dom Antônio dos Santos Cabral, então Bispo da Diocese de Natal, nomeia Padre José Scoll para primeiro administrador do Santuário e em 22 de julho de 1923 é feita a assinatura do contrato para construção do Santuário.
Versão Lendária
Não existe documento comprovando o porquê da construção da capela, hoje Santuário do Lima. A tradição oral no entanto cita a razão principal: teria o Coronel Antonio de Lima saído para caçar nas imediações do local onde hoje se encontra o Santuário. Como o passar das horas, esquecido de que a noite se aproximava, o coronel quis voltar e não acertou o local por onde subira. Passava-se as horas e o mesmo verificou que de maneira alguma acertaria voltar. Foi quando lembrou-se de fazer uma promessa a Nossa Senhora dos Impossíveis, se acertasse voltar e saísse dali sem ser molestado por animais existentes na Serra. Logo após as suas orações, não encontrou dificuldades para encontrar o caminho de volta. Foi quando resolveu doar o local onde se perdera para que ali erguesse uma capela em honra a Nossa Senhora dos Impossíveis como aconteceu.

Um comentário:

  1. Linda NOSSA SENHORA DOS IMPOSSÍVEL

    ROGAI POR NÓS, MÃE DE DEUS E NOSSA MÃEZINHA..AMEM.

    ResponderExcluir