sexta-feira, 31 de maio de 2013

Nossa Senhora das MERCÊS - 23 setembro

Comemoração litúrgica - 23 de setembro.
Também nesta data: Santa Tecla de Icônio e São Lino, Papa , Santa Helena de Bolonha e e São Pio Pietrelcina


Como surgiu a devoção a Nossa Senhora das Mercês?

Que quer dizer“Mercês”?
“Mercês” é uma palavra antiga que quer dizer “à disposição” … E porque será que ela tem esse título?

A escravidão não agrada a Nossa Senhora, ninguém nasceu para ser escravo. Conheça essa linda história…

Estamos em 1218… Em meio a uma tempestade, surgem enormes navios. Nos mastros, as bandeiras dos mouros sarracenos. Mouros era como os europeus chamavam quem não tinha nascido no continente Europeu, principalmente os vindos da ásia.

Piores que os piratas, os sarracenos desse navio viviam do tráfico escravo de cristãos e de saquear as cidades. Vindos pelo mar ou a cavalo, eram muito bons de briga e ameaçavam destruir toda a Europa Cristã. Surgiram, então, as Cruzadas ou guerras santas… Infelizmente, não foram tão santas assim, por causa dos que foram para os campos de batalha com a mesma intenção dos inimigos: diziam-se cristãos, mas matavam sem piedade e só queriam uma oportunidade para roubar jóias e ouro. Que vergonha!

Mas, também houveram homens de valor, bons cristãos que foram lutar com boa intenção de defender as próprias famílias e poder continuar sendo cristãos,pois onde os muçulmanos tomavam um povoado, obrigavam com violência todo o povo a abandonar a própria religião.

É aqui que aparece o “mocinho” desta história…

Pedro Nolasco
Pedro tinha 15 anos e pôs-se a seguir, como escudeiro, o cavaleiro Simão de Montfort na cruzada contra os Ablugenses. O rei de Aragão, onde hoje é a Espanha, chamado Pedro II morreu nessa batalha. E veja só quem é que ficou sendo o rei: O príncipe Tiago, que só tinha 6 anos.

Lá no campo de batalha, o rei Pedro II, antes de morrer, conheceu bem o escudeiro Pedro Nolasco e gostou muito do jeito dele. Por isto, ou talvez por saber que ele vinha de uma nobre família muito cristã, deixou o nosso Pedro como mestre e tutor do filho, o principezinho. Como Pedro mesmo era muito jovem e era a época em que surgiu a devoção à Nossa Senhora Auxílio dos Cristãos, nos campos de Batalha, Pedro pensou:

“Vou colocar esta criança nas mãos de Nossa Senhora, para que ela me auxilie. Eu não vou saber educar um menino para ser rei. Maria sabe, pois educou Jesus, que é o Rei dos Reis”.

Nossa Senhora aparece a Pedro
O tempo não parou, e Pedro foi vivendo sua vidinha lá no castelo. Ele já tinha29 anos, quando estava rezando o terço, bem sossegado e lhe apareceu, nada mais, nada menos, que a própria Nossa Senhora. Era madrugada do dia 2 deagosto de 1218. Ela lhe disse:
“Pedro, as pessoas continuam sendo levadas como escravas para a África. São centenas de famílias cristãs que ou morrem nos navios, ou uma vez escravas, para conservarem suas vidas são obrigadas a negar a fé em Jesus Cristo… Eu sei que você tem feito o que pode aí do castelo, por isso eu quero que seja meu cavaleiro. Junte outros rapazes corajosos como você, com o objetivo de resgatar os prisioneiros. A única arma que levarão será a oração, pois vocês não serão soldados, nem cavaleiros como os dos reis da terra. Formarão uma ordem religiosa”.

Nasceu, assim, a ordem dos Mercedários, por serem devotos de Nossa Senhora e a honrarem com o título de Santa Maria da Misericórdia, ou das Mercês dos Escravos.

Tinham um voto: Oferecer-se como escravos dos muçulmanos, se preciso fosse, para livrar um cristão da escravidão.

Olhe só o que Nossa Senhora recebeu de presente do Irmão Pedro e de seus rapazes. Ele sozinho, conseguiu libertar da escravidão 890 pessoas, e em l00anos, seus irmãos libertaram mais de 26.000 prisioneiros.

Pedro morreu numa linda noite de Natal de 1258. A última coisa que disse aqui na terra foi:

“ O senhor remiu seu povo.”

Remiu quer dizer perdoou, pagou pelos pecados deles. Jesus fez isto morrendo na Cruz para nos salvar. O pecado é a pior forma de escravidão que existe, pois leva à morte.

Agora, lá no céu, São Pedro Nolasco deve andar rodeado de crianças querendo ouvir as lindas histórias, das aventuras todas que ele viveu aqui na terra: Viagens distantes, fome, prisões… Além de, com certeza, estar aos pés de Nossa Senhora pedindo perdão e paz para todos os que sofrem pelos pecado dos “sem noção” que continuam por aqui querendo guerra brigando por petróleo, poder… Sem noção que existe inferno. Deus é amor, o ódio não tem nada que ver com Ele!

Nossa Senhora das Mercês e São Pedro Nolasco, rogai por nós!

fonte:http://blog.cancaonova.com/amigosdoceu/files/2013/09/pedro-nolasco-colorir_-tia-adelita.jpg
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Dia 24 de setembro comemora-se um título expressivo de Maria, invocada como Nossa Senhora das Mercês ou da Misericórdia. Esta bela invocação remonta ao século XIII, época da dominação maometana na Península Ibérica. Os epígonos de Maomé faziam também incursões nas regiões litorâneas francesas e italianas. Muitos cristãos eram aprisionados e levados como escravos para o norte da África. Condenados a trabalhos forçados e a muitas privações, embora a maioria dos discípulos de Cristo permanecesse fiel à sua fé, vários, porém, desertavam. Para alcançarem a liberdade trocavam o Evangelho pelo Alcorão.
Pedro Nolasco recebeu da Virgem Maria uma pulcra inspiração para fundar uma Ordem religiosa inteiramente devotada ao auxílio e redenção dos cristãos cativos. Dia 10 de agosto do ano de 1218, o Bispo de Barcelona na Espanha, D. Berenguer de Palou, com toda a solenidade, na Catedral, estando presente o monarca Jaime I, de Aragão, e grande número de católicos, presidiu a uma cerimônia que marcaria a História da Igreja. Com efeito, Pedro Nolasco e Treze Cavalheiros se consagraram a Deus e se propunham oficialmente a se dedicarem à Redenção dos cristãos escravos que corriam grande perigo, inclusive, de traírem sua crença religiosa. Grandes os benefícios prestados pelos mercedários àqueles que estavam sob o jugo dos mouros. A ordem aprovada pelo Papa se espalhou pela Europa e, descoberta a América, estes religiosos viram um campo aberto para suas atividades, agora junto aos selvagens, depois, na proteção dos escravos africanos. No século XVII em pleno ciclo do ouro, nas Minas Gerais, a Irmandade de Nossa Senhora das Mercês se estabeleceu em Ouro Preto. 
Espalhou-se depois para outras regiões mineiras como Diamantina, São João Del Rei, Mariana, Sabará, Santa Bárbara onde belos templos lhe foram edificados. Isto ocorreu também em outras partes do Brasil como São Luís do Maranhão, Belém do Pará, Rio de Janeiro. 
O padre Antônio Vieira assim se expressou sobre esta devoção: “Nossa Senhora da Vitória é dos conquistadores; Nossa Senhora das Mercês é de todos, porque a todos indiferentemente está prometendo e oferecendo todas as mercês que lhe pedirem. Nos tesouros das Mercês desta Senhora não só há para o soldado vitória, para o desterrado pátria, para o descaminhado luz, para o contemplativo favores do Céu, mas nenhum título há no mundo com que a Virgem Maria seja invocada que debaixo do amplíssimo nome de Nossa Senhora das Mercês não esteja encerrado e que esta Senhora se não deva pedir com igual confiança. 
Estais triste e desconsolado? Não é necessário chamar pela Senhora da Consolação, valei-vos a Senhora das Mercês que Ela vos fará mercê de vos consolar. Estais aflito e angustiado, não é necessário chamar pela Senhora das Angústias, vaile-nos da Senhora das Mercês e Ela vos fará mercê em vossas pretensões [...] De sorte que em todos os despachos que a Senhora costuma dar em tão diferentes tribunais, como os que tem pelo mundo, todos estão avocados a este título das Mercês, porque por ele se fazem todos”. Neste contexto histórico do consumismo deste inicio do terceiro milênio, a Senhora das Mercês liberta da escravidão do luxo, dos gastos inúteis do pecado. 
Cumpre orar a ela para não deixar o mundo cair nas garras do terrorismo internacional e que ela dê paz às nações. Título, portanto, atualíssimo este e venturosos os que se colocarem sob a égide desta Madona mui poderosa, invocando-a com denominação tão expressiva.
fonte:http://www.a12.com/santuario-nacional/formacao/detalhes/nossa-senhora-das-merces-1
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
A Ordem religiosa de Nossa Senhora das Mercês, foi fundada por São Pedro Nolasco e São Raimundo de Penaforte em 1223 por ocasião da libertação dos escravos cristãos, tendo generalizado-se sua festa na Igreja em 1696.

Foi no dia primeiro de agosto de 1223 que São Pedro Nolasco foi agraciado com uma aparição de Nossa Senhora, a qual lhe indicou os meios para libertar os cristãos das mãos dos mouros. A França, na época, era palco de graves desordens devido aos abusos dos albigenses, que infestavam todo o sul do país. Achava-se Pedro associado ao conde Simão de Monfort, comandante do exército católico e com ele lhe chegou à Espanha, onde lhe foi confiada a educação do príncipe Jaime de Aragão. Investiu toda a sua fortuna e arrecadou somas avultadas com pessoas caridosas , a fim de resgatar cristãos escravos que tiveram a infelicidade de cair em poder dos muçulmanos. 

Maria Santíssima, mostrando grande satisfação pelo bem que fizera aos cristãos, deu-lhe a ordem de fundar uma congregação como fim determinado da Redenção dos cativos. Pedro comunicou tal fato a São Raimundo de Penaforte, seu confessor e ao rei

Jaime, e grande surpresa teve, quando deles soube, que ambos, na mesma noite, haviam tido a mesma aparição. Organizaram, então, as constituições da regra da nova Ordem, que teve gratíssimo acolhimento do povo e dos nobres. Já em 1235, a nova regra obteve aprovação da Santa Sé.
http://www.paginaoriente.com/titulos/nsmerces2309.htm
...
A invocação ou nome de Nossa Senhora das Mercês é uma a mais entre as muitas que são dadas à única Virgem Maria, mãe de Jesus Cristo e, por isso, mãe espiritual de cada cristão e de toda Igreja. 

Esta invocação das Mercês data aproximadamente de 1218, quando os maoemetanos dominavam parte da península Ibérica e faziam incursões às terras, praianas da França e Itália e nos mares assaltavam as embarcações para, de toda forma que podiam, roubar, matar e levar para o cativeiro da África, os homens, mulheres e crianças que encontravam. 

Os cristãos capturados eram submetidos a trabalhos forçados e à dura escravidão (daí as correntes nas mãos dos anjinhos aos pés de Nossa Senhora das Mercês), da qual podiam livrar-se, renunciando a fé Católica e abraçando as doutrinas e costumes muçulmanos. Diante de tamanho sofrimento, muitos terminavam fazendo a vil troca de Cristo e sua Igreja por Maomé e seus costumes. 

Nossa Senhora, compadecida dos seus filhos e filhas, aparece a três jovens: Pedro, Raimundo e Jaime e os convida para que fundem uma Ordem encarregada de socorrer os pobres cristãos e mantê-los na fé e nos costumes. Os três jovens levaram a notícia ao Bispo focal, este ao Papa, e receberam autorização da Igreja para fundarem a "Ordem de Nossa Senhora das Mercês". 

No dia 10 de Agosto de agosto de 1218, o Bispo de Barcelona (Espanha), D.Berenguer de Palou, na própria catedral, na presença do rei Jaime I de Aragão e muita gente, Pedro Nolasco e Companheiros faziam a Deus solene entrega de suas vidas para dedicarem-se à Redenção e ajuda dos cristãos na escravidão dos maometanos. A Ordem nasceu, cresceu e espalhou-se em seguida pelo mundo inteiro, tendo como carisma o resgate dos cativos. Desse fato surgiu a devoção a Nossa Senhora das Mercês, cuja festa litúrgica se celebra aos 24 de setembro. 

Hoje são outras as escravidões: consumismo, comodismo, secularismo, individualismo, depressão, angustia, medos, desemprego, violência, vícios, fome, divisão, desagregação familiar... Que Nossa Senhora das Mercês, ela que nos deu a grande mercê, seu filho Jesus Cristo, interceda por nós e nos ajude a vencer as escravidões do mundo atual. 

A Imagem de Nossa Senhora das Mercês foi esculpida no porões da Igreja lmaculada, dos Freis Capuchinhos de São Paulo e aos 29/09/1929 foi coroada na Igreja das Mercês. 

A festa de Nossa Senhora das Mercês é celebrada no dia 24 de Setembro.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Na época da invasão da Espanha pelos mouros, houve uma grande perseguição aos cristãos e muitos eram aprisionados e escravizados. Conta a história, que uma noite Nossa Senhora apareceu em sonhos a três pessoas diferentes e convidou-os a fundar uma ordem que se ocupasse de proteger os cristãos escravos.

Essas três pessoas eram um militar de nome Pedro, um dos mais importantes teólogos da época chamado Raimundo e o próprio rei de Aragão, D. Jaime I. Pedro e Raimundo, em uma conversa casual, descobriram ter tido o mesmo sonho. Dispostos, então, a atender ao pedido da Senhora, foram falar com o rei e descobriram que ele também tinha sido um dos depositários do pedido. Começaram, então, a trabalhar para atender ao pedido que lhes havia sido feito. Um convento foi construído sob os auspícios do rei. Pedro, que mais tarde foi canonizado e recebeu o nome de S. Pedro Nolasco, foi o mestre geral da Ordem e Raimundo - que também tornou-se santo, ficando conhecido por São Raimundo de Peñaforte. Desse modo foi criada a Ordem de Nossa Senhora das Mercês para o Resgate dos Cativos, que recebeu a aprovação do papa e espalhou-se por toda a Europa e, mais tarde, pelas Américas. O devoção a Nossa Senhora das Mercês chegou ao Brasil em 1639.

fonte:http://amaivos.uol.com.br/amaivos2015/?pg=noticias&cod_canal=32&cod_noticia=9273
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Invocação a Nossa Senhora das Mercês
Mãe querida das Mercês, com a simples confiança de filhos, recorremos a Ti. Vimos aos Teus pés de Rainha e Mãe de misericórdia, suplicando o Teu poderoso auxílio. O nosso mundo vive aprisionado em tantas formas de escravidão e opressão. Nosso tempo não é menos atribulado que aquele em que Tu, compadecida da Terra, inspiraste a fundação de uma ordem religiosa, destinada à redenção dos cativos cristãos. Novas formas de escravidão social, política ou psicológica que derivam, em última instância, da corrupção do pecado surgem a cada dia. Aqui nos tens, ó Mãe das Mercês, lutando para livrar-nos de tantas cadeias e opressões do nosso mundo. Ajuda-nos com a Tua misericórdia para que possamos recuperar a feliz liberdade dos filhos de Deus. Amém.
fonte:https://www.padrereginaldomanzotti.org.br/capela_virtual/novenas_virtuais/nossa-senhora-das-merces/oracao-1.html
Oração a Nossa Senhora das Mercês
Virgem Maria, Mãe das Mercês,
com humildade acorremos a Vós,
certos de que não nos abandonais
por causa de nossas limitações e faltas.
Animados pelo vosso amor de Mãe,
oferecemo-vos nosso corpo para que o purifiqueis,
nossa alma para que a santifiqueis,
o que somos e o que temos, consagrando tudo a Vós.
Amparai, protegei, bendizei e guardai
sob a vossa maternal bondade a todos
e a cada um dos membros desta família
que se consagra totalmente a Vós.
Ó Maria, Mãe e Senhora nossa das Mercês,
apresentai-nos ao vosso Filho Jesus,
para que, por vosso intermédio
alcancemos, na terra, a sua Graça
e depois a vida eterna. Amém.
Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário